Simpósio Paulista de Dor: um marco na abordagem da dor oncológica no Brasil


 Ricardo Caponero | Coordenador do Centro Avançado de Terapia de Suporte e Medicina Integrativa (CATSMI) do Centro de Oncologia do Hospital Oswaldo Cruz, presidente da Associação Brasileira de Cuidados Paliativos, membro do comitê científico do Instituto Viver Hoje e autor dos livros "A comunicação médico-paciente no tratamento oncológico” e “Cuidados Paliativos”.Set, 2017

Com o Simpósio Paulista de Controvérsias no Tratamento da Dor no Câncer, esperamos que uma compreensão mais aprofundada e a troca de experiências possam contribuir para a melhora no controle de sintomas e da qualidade de vida de pacientes em tratamento oncológico e de seus familiares.

​Englobando tratamentos não farmacológicos e extensa discussão sobre medicina integrativa, o evento é importante não só para médicos, mas para todos os profissionais que lidam com pacientes com câncer, com eventual aplicação das técnicas também a dores de outras causas, como enfermeiros, fisioterapeutas e todos os interessados na área da saúde, que queiram se aprofundar no estudo da dor oncológica e neuropática.​

Para reforçar o aspecto prático, o simpósio terá sessões de discussão de casos clínicos reais, nas quais os profissionais e participantes do evento poderão discutir os detalhes e as sutilezas da aplicação prática das teorias na sua atuação profissional diária.

Temas específicos, geralmente relegados a um segundo plano, serão discutidos em profundidade, como a questão da adição, o uso adequado dos adjuvantes no tratamento da dor, as abordagens não farmacológicas e as dificuldades em populações específicas de pacientes.


Galeria: Simpósio Paulista de Dor: um marco na abordagem da dor oncológica no Brasil

Fotos: Divulgação.

II SPDOR'18

ATENÇÃO: Últimas vagas disponíveis! Inscreva-se já!